Menu

O que é Esclerose Múltipla?

31/08/19

O que é esclerose múltipla? Quais são os sintomas, as causas e as consequências? O que devemos saber sobre a doença?

Esclerose múltipla (EM) é uma doença autoimune, ligada a uma resposta do próprio organismo, que de forma imunológica ataca células do sistema nervoso central, descaracterizando a bainha de mielina (desmielinização), proteína fundamental na transmissão do impulso nervoso (ADAMS, 1989).

Pouco se sabe, fielmente, quanto aos motivos que levam exatamente a desencadear este processo imunológico/inflamatório, mas o que se sabe por meio de estudos é que ela é uma doença crônica, degenerativa e progressiva, que provoca lesões cerebrais e medulares.

Uma vez que os danos à mielina causam interferência na comunicação entre o cérebro, a medula espinhal e outras áreas do sistema nervoso central, por causa da deterioração dos próprios nervos, evolui até atingir o cérebro em potencial, muitas vezes levando à atrofia ou à perda de massa cerebral.

Apesar da gravidade da doença, o diagnóstico é clínico, ou seja, baseia-se nos sinais e nos sintomas que, segundo a ABEM, são: fadiga intensa, depressão, fraqueza muscular, alteração do equilíbrio e da coordenação motora, dores articulares, disfunção intestinal e da bexiga, tremores, vertigens, náuseas e problemas visuais (vista embaçada ou duplicada).

Sinais e Sintomas

Geralmente, os sinais e os sintomas levam as pessoas a procurar um médico clínico geral, que costuma encaminhar a um oftalmologista, que possivelmente encaminhará a um neurologista, que dará seguimento por ser a especialidade mais indicada para o caso.

É importante deixar claro que não é, portanto, uma doença mental, que não há prevenção e, principalmente, que não é contagiosa. As causas exatas ainda não são conhecidas, há somente estudos em que se levantam hipóteses relacionadas à carga genética, ao ambiente em que a pessoa vive e até mesmo a um vírus. O que se sabe, de fato, é que há alguns fatores de risco, como: idade, é mais comum entre 20 e 40 anos; gênero, mais mulheres do que homens desenvolvem a doença; etnia, pois atinge mais europeus do que asiáticos, americanos ou africanos; pode surgir mais em portadores de outras doenças autoimunes; é mais comum em moradores de algumas regiões, como: Canadá, Europa e Austrália.

Assim como foi dito, esta doença é crônica, ou seja, até o momento não foi encontrada a cura, uma vez que os mecanismos básicos da doença ainda não foram plenamente esclarecidos. O tratamento, portanto, é voltado basicamente para o suporte e a qualidade de vida às pessoas diagnosticadas, para tentar reduzir a sua progressão. Segundo estudos, a EM atinge cerca de 2,5 milhões de pessoas no mundo.

O tratamento se resume a tipos de betainterferonas, disponíveis no Brasil em cápsula oral diária ou injeções diárias, semanais e mensais. Entre elas e outras medicações utilizadas no complemento terapêutico estão: Interferon, Acetato de glatirâmer, Fingolimode, Natalizumabe, Mitoxantrona, Vitamina D entre outros.

Quando é feito o diagnóstico, recomenda-se seguir exatamente as recomendações médicas e dos profissionais da saúde envolvidos. Além disso, são indicados: um bom repouso; prática de exercícios; relaxar, para aliviar o estresse; evitar calor e buscar apoio emocional. Rotinas que proporcionem mais qualidade de vida e que evitem complicações, como: fraqueza crônica; paralisia, em geral, de mais de membros inferiores; problemas graves de bexiga, por desestrutura na musculatura; dificuldades sexuais irreversíveis; epilepsia e amnésias graves.

 

Fonte:

https://www.minhavida.com.br/saude/temas/esclerose-multipla

http://abem.org.br/esclerose/o-que-e-esclerose-multipla/

http://www.revistaneurociencias.com.br/edicoes/1998/RN%2006%2003/Pages%20from%20RN%2006%2003-4.pdf

- As opiniões aqui expressas são as do autor e não refletem necessariamente as da Bunzl Saúde. A empresa não assume qualquer responsabilidade por erros nas informações aqui contidas, nem por qualquer dano que possa decorrer do uso delas ou da confiança nelas.


Avise-me quando chegar Nós vamos lhe informar quando o produto chegar em nosso estoque. Basta deixar seu email abaixo.
Email Nós não vamos compartilhar seu email com ninguém.