Menu

Biossegurança no Laboratório de Análises Clínicas

01/08/16
Laboratório de Análises Clínicas
Laboratório de Análises Clínicas

O tema biossegurança é um assunto muito debatido e valorizado nos dias atuais. Para alcançá-la, é necessário um conjunto de ações e planejamento a fim de minimizar ou até eliminar riscos para o profissional que atua no laboratório de análises clínicas.

Desde o século XIX, o assunto “Contaminação em laboratório de análises clínicas”, sobretudo com ênfase no setor analítico, tem sido alvo de investigações e notificações, e, na comunidade científica, seu conceito vem sendo amadurecido desde os anos 1970. Um estudo feito na Conferência de Asilomar, na Califórnia (SANT´NA, 1996), detectou que muitos profissionais de laboratório de coleta de análises clínicas estavam expostos ao impacto da engenharia genética, surgindo assim discussões sobre riscos físicos, ergonômicos, radioativos, químicos e psicológicos imensuráveis, o que deve ser entendido como uma base estrutural de implicações e seleções destes riscos relevantes para o enfoque regulatório.

Na literatura, de acordo com Vendrame (1997), existe risco de contaminação em potencial quando o ambiente de análises clínicas ou o Serviço de Patologia Clínica está exposto aos agentes biológicos, facilitando a contaminação do profissional que atua nestes locais.

Com relação à biossegurança laboratorial e ao grupo de risco que trabalha com as centrífugas e os equipamentos que manipulam resíduos de agentes perigosos, em que há possível contato com material biológico, a Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) prevê que o fabricante de Centrífugas e Equipamentos para uso Laboratorial com manipulação de material biológico, assegure que todos os equipamentos utilizados no processo de fabricação sejam estritamente adequados ao uso pretendido e corretamente projetados, construídos, colocados e instalados para facilitar a manutenção, ajustes, limpeza e uso (RDC Nº 59, DE 27 DE JUNHO DE 2000).

CENTRÍFUGAS E ADEQUADAS SEGUINDO TODAS AS NORMAS DE SEGURANÇA DA ANVISA

A adequação dos cuidados e das normas de acordo com a Conformidade Internacional Elétrica – Norma IEC 61010 é essencial para a comprovação da seriedade e da complexidade no papel do fabricante, e estes cuidados também devem ser tomados pelos clientes que adquirem tais equipamentos, que farão parte da rotina do laboratório. Deve-se buscar continuamente o aperfeiçoamento das máquinas e dos equipamentos comercializados.

A prática do conceito biossegurança dentro de um laboratório de Análises Clínicas deve começar desde a compra do equipamento ou máquina que fará parte da rotina. Também é essencial atentar-se aos certificados comprobatórios que cumprem todas as normas regulamentadoras, conforme a legislação atual, baseada em confiabilidade e segurança, para atender as expectativas de durabilidade e segurança, tanto para o empregador quanto para o empregado mesmo após muitos anos de sua aquisição.

Portanto, o conceito de biossegurança é um conjunto de ações voltado para prevenção, precaução, minimização e eliminação dos riscos potenciais que deve ser aplicado e seguido em todos os setores de um laboratório de análises clínicas, como pré-analítico e analítico visando parâmetros de excelência, segurança e principalmente confiabilidade entre os profissionais atuantes no mercado de trabalho.

- As opiniões aqui expressas são as do autor e não refletem necessariamente as da Labor Import. A empresa não assume qualquer responsabilidade por erros nas informações aqui contidas, nem por qualquer dano que possa decorrer do uso delas ou da confiança nelas.


Avise-me quando chegar Nós vamos lhe informar quando o produto chegar em nosso estoque. Basta deixar seu email abaixo.
Email Nós não vamos compartilhar seu email com ninguém.